sexta-feira, 30 de agosto de 2013

CONFRONTANDO OS INIMIGOS DA CRUZ DE CRISTO

LIÇÃO 9 - 01 DE SETEMBRO DE 2013.

TEXTO BASE – FILIPENSES 3.17-21.

Nesta lição, vamos estudar, sobre o confronto aos inimigos da Cruz de Cristo. Isso quer dizer que DEVEMOS RESITIR, LEVANTAR MUROS CONTRA OS HEREGES, CONTRA TODOS AQUELES QUE TRAZEM ERROS E PENSAMENTOS RUINS PARA A IGREJA.

IDENTIFICANDO OS INIMIGOS DA CRUZ
A lição apresenta, pelo menos, 3 características dos inimigos da cruz de Cristo.

1.       ELES ADORAM UMA DIVINDADE  - v. 19. “o Deus deles é o ventre.” Isso indica que eles colocam, em primeiro lugar, SEUS PRÓPRIOS INTERESSES.  Nesse grupo encontram-se aqueles que só querem se satisfazer, e isso se dá através da satisfação dos apetites sexuais, dos desejos pelo poder, pela fama e pelos bens materiais.

2.       ELES TÊM UMA GLÓRIA V. 19. “a glória deles...” – Isso indica que os inimigos da cruz de Cristo não adoram a Deus, mas a eles próprios e os seus desejos.

3.       ELES TÊM UM PENSAMENTO – v. 19 – “Só pensam nas coisas terrenas.” Esse tópico dispensa explicação. Porém é importante ressaltar que, se alguém, na igreja, tem essas características, MESMO QUE ESSA PESSOA SEJA CRENTE, CHORE NOS CULTOS, ELA AGE COMO OS INIMIGOS DA CRUZ DE CRISTO EM SUAS AÇÕES FORA DA IGREJA.

ISSO É MUITO FORTE.  

O PAPEL DOS PASTORES

 O SENTIMENTO DOS PASTORES E DOS OBREIROS - Observemos que no versículo 18, Paulo fala, chorando, sobre esses inimigos da cruz de Cristo. O CHORO DIANTE DE DEUS É, A MAIOR ARMA CONTRA OS INIMIGOS DA CRUZ DE CRISTO. Ele leva o Espírito Santo a agir. NESSE CONTEXTO NÃO ADIANTA RACIONALIZAR, O CORRETO É SE PROSTRAR DIANTE DO TODOPODEROSO E PEDIR GRAÇA, MISERICÓRDIA E UNÇÃO.

O PAPEL DOS MINISTROS DE DEUS  - Observem os que Paulo confronta os hereges, os judaizantes, os inimigos da cruz de Cristo. Isso se enquadra com as funções do ministério pastoral que são: CUIDAR DO REBANHO, ALIMENTAR AS OVELHAS DE DEUS, PROTEGER, DOS HEREGES, AS OVELHAS DE DEUS.  Essa última tarefa, proteger, é, talvez, a mais espinhosa para o pastor, POIS EXIGE CONFRONTO, UM POSICIONAMENTO CONTRA OS INIMIGOS DA CRUZ DE CRISTO.

TENDO OUTRO ESTILO DE VIDA
O autor da lição, no item 3 do tópico I, diz que todos os crentes precisam ter um estilo de vida excelente. E ele alerta que não é somente os obreiros, mas todos os crentes. 

EU VOU ALÉM, não é somente os batizados nas águas, mas também todos os não batizados, POIS A SANTIFICAÇÃO EXIGE-SE DE TODOS.

Geralmente cobra-se mais, nas igrejas evangélicas, dos batizados, como se os não batizados não precisassem ser santos. Isso tem gerado um prejuízo, pois os adolescentes não batizados se comportam como os costumes, de acordo com a cobrança, e pensam que têm menos responsabilidade.

“SEDE MEUS IMITADORES.”  - No V. 17, Paulo pediu para os crentes de Filipos serem seus imitadores. Presunção, diriam alguns. Porém, na verdade, PAULO FOI OBRIGADO A DIZER ISSO. O povo de Deus estava sendo influenciado pelos Hereges. Logo, a igreja estava entre Paulo e os falsos cristãos. Os crentes precisariam de um exemplo a seguir. Entre os hereges e Paulo, o apóstolo, Paulo usou sua própria vida para que os cristãos seguissem. Paulo estava, na prática dizendo: Não sigam eles, os judaizantes. Sigam-me. Não imitem eles. Imitem meus exemplos. ISSO É SINÔNIMO DE SEGURANÇA E DE UMA VIDA PURA E TRANQUILA DIANTE DE DEUS. 

POR QUE INIMIGOS DA CRUZ DE CRISTO:
É interessante a maneira como Paulo chamou os hereges. Ele não os chamou de “INIMIGOS DE CRISTO”, mas de “INIMIGOS DA CRUZ DE CRISTO.” Para muitos não há diferença alguma nos termos pois os dois significam a mesma coisa. NÃO É VERDADE.
Teologicamente falando, há diferença.
AMIGOS DE CRISTO – Há pessoas que são amigas de Cristo. Elas só querem o Jesus dos milagres, só enfatizam o amor de Jesus, sua obra de perdão, PORÉM ELAS NÃO ABRAÇAM A CRUZ DE CRISTO.  
O QUE ESTÁ IMPLÍCITO NA CRUZ:
1.       Renúncia.
2.       Mudança de vida.
3.       O abraço aos ideias éticos de Cristo.
4.       Sofrimento.
5.       O afastamento dos prazeres do mundo.
6.       O Arrependimento.
Esses pontos acima muitos não querem abraçar. QUEREM UM CRISTIANISMO LIGHT, SEM CRUZ, SEM RENÚNCIA. Contradizendo essas pessoas, Jesus disse: “Tome cada um a sua cruz.”
Quem quer o Cristianismo do prazer, da prosperidade, que permite todo tipo de libertinagem, que transforma os cultos em shows gospel, e por outro lado não aceita a ética de Cristo, chama os conservadores de “ultrapassados”, quem age assim, mesmo que louve, chore, ore, leia a bíblia, É INIMIGO (A) DA CRUZ DE CRISTO.

Prof. João Moreno de Souza Filho. 

Texto protegido pela Lei do Direito Autoral. 
Pode ser utilizado por estudantes, professores de EBD, desde que apresente a fonte. 

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

PEITO DE FRANGO DOURADO COM MEL




 A

IGREJA EVANGÉLICA COMBATE O GERUNDISMO NOS PÚLPITOS


REGÊNCIA DO VERBO AMAR

AMAR é verbo  transitivo direto, por isso não é seguido de preposição, pois quem ama, ama alguém e não a alguém.

Sendo assim, é errado dizer:ele ama ao seu pai.  O correto é: ele ama seu pai.  É errado afirmar:  ela ama a sua filha.  O correto é: ela ama sua filha. É errado afirmar: DEUS AMA AO PECADOR.  O CORRETO É:  DEUS AMA O PECADOR.

Como pode ser  percebido, a preposição a não acompanha o verbo amar. Como prova disso é só ler João 3.16 que diz: “DEUS AMOU O MUNDO”, e não ao mundo.

CASO ESPECIAL NA REGÊNCIA  DO VERBO AMAR:           Em contextos limitados, é possível utilizar a preposição na regência do verbo amar: em contexto religioso, quando houver ambiguidade, mas SOMENTE NESSES CASOS.
Observe esta frase: Eu amo Deus. 
Soa mal, correto?
E agora: Eu amo a Deus. / Amar a Deus sobre todas as coisas. Aqui o tom ficou mais solene, mais respeitável, e isso justifica o uso da preposição. Neste caso, temos OBJETO DIRETO PREPOSICIONADO. Assim, pode-se afirmar, também, amar ao próximo.
 Porém é bom informar que as Bíblias do Executivo (NVI) e a Bíblia de Jerusalém (bíblia católica), preferiram não utilizar essa exceção, por isso elas usam o verbo amar tal como ele deve ser utilizado, sem a preposição. Vejamos, a seguir, o verbo amar em três bíblias:

ROMANOS 13.9
BÍBLIA DO MINISTRO  “Amarás ao teu próximo”
BÍBLIA DO EXECUTIVO  “ame o seu próximo”.
BÍBLIA DE JERUSALÉM  “amarás o teu próximo.”
TIAGO 2.8.
BÍBLIA DO MINISTRO   “Amarás o teu próximo”
BÍBLIA DE JERUSALÉM   “Amarás o teu próximo”
1 CORÍNTIOS 16.22
BÍBLIA DO MINISTRO  “Se alguém não ama ao  Senhor”
BÍBLIA DO EXECUTIVO  “Se alguém não ama o Senhor”.
BÍBLIA DE JERUSALÉM   “Se alguém não ama o Senhor.”
1 JOÃO 2.10
BÍBLIA DE JERUSALÉM   “aquele que ama a seu irmão”
BÍBLIA DO EXECUTIVO  “Quem ama seu irmão”.
BÍBLIA DO MINISTRO   “aquele que ama o seu irmão.”
2 CORÍNTIOS 9.7.
BÍBLIA DO MINISTRO   “Deus ama ao que dá...”

BÍBLIA DE JERUSALÉM  “Deus ama a quem dá com alegria.”
Um abraço. 
Prof. João Moreno.

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

CURSO DE COMUNICAÇÃO E LINGUAGEM

O Curso de Comunicação e Linguagem, realizado na AD, Belém, de Mogi Mirim e ministrado pelo prof. João Moreno, terá sua última etapa neste sábado, dia 10.

Os alunos receberão, ao final, um total de 03 apostilas, e nelas eles encontrarão temas que os auxiliarão a escrever melhor, resumir capítulos da Bíblia, usar os verbos e as palavras corretamente, de acordo com a norma culta.

O curso foi realizado pelo INEB e todos os alunos foram incentivados a participar dos eventos, pois é uma tarefa extracurricular.

Att.,

João Moreno.

QUERO COMPRAR O LIVRO DECIFRANDO OS CÓDIGOS DO MAL

Código para o site